0 Flares 0 Flares ×
Imagem de São Gregório de Narek no Vaticano. Foto: Bohumil Petrik / ACI Prensa

Por ocasião da primeira vez em que no calendário litúrgico se poderá celebrar a memória de São Gregório de Narek, doutor da Igreja, será recordado solenemente no Vaticano no dia 27 de fevereiro.

Trata-se de uma iniciativa da Congregação para as Igrejas Orientais em colaboração com o Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos e a Embaixada da Armênia junto à Santa Sé.

São Gregório de Narek foi um sacerdote e monge do século X. Nasceu por volta de 950 na então cidade armênia de Andzevatsij (atual Turquia) e morreu por volta de 1005 em Narek (então também Armênia e atual Turquia) .

Foi chamado de “Santo Agostinho dos Armênios” pela influência que exercia entre os fiéis.

São Gregório é considerado um insigne teólogo e um dos poetas mais importantes da literatura armênia. Era um grande devoto da Virgem, a qual, segundo a tradição, teria aparecido para ele. Suas composições incluem o “Discurso Panegírico à Beata Virgem Maria ” e “Do fundo do coração, colóquio com a Mãe de Deus”.

O programa das celebrações do dia 27 de fevereiro começará com a Missa Solene presidida pelo prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, Cardeal Leonardo Sandri, e será celebrada no Altar da Cátedra da Basílica de São Pedro.

Posteriormente, uma oração ecumênica será realizada nos Jardins do Vaticano, presidida pelo Arcebispo Khajag Barsamian, que é o representante da Igreja Apostólica Armênia junto à Santa Sé.

O Arcebispo Barsamian foi Primaz da Diocese da Igreja Apostólica Armênia dos Estados Unidos de 1990 a 2018 e é conhecido por sua experiência no diálogo ecumênico. O título oficial de seu cargo atual é “Legado Pontifício da Europa Ocidental e Representante da Igreja Armênia junto à Santa Sé”.

Em abril de 2018, uma estátua de bronze de São Gregório de Narek foi colocada nos Jardins do Vaticano, como um símbolo do ecumenismo entre cristãos católicos e ortodoxos.

Nessa cerimônia, presidida pelo Papa Francisco, estiveram presentes o presidente da República da Armênia, Serzh Sargsyan, o Patriarca Supremo e Catholicos de todos os Armênios, Sua Santidade Karekin II, e o Catholicos da Grande Casa da Cilícia, Sua Santidade Aram I.

Doutor da Igreja

O Papa Francisco nomeou São Gregório de Narek Doutor da Igreja em 12 de abril de 2015, durante uma Missa celebrada no Vaticano em memória de todas as vítimas do genocídio armênio, perpetrado pelo Império Otomano contra os cristãos há mais de cem anos.

Durante a sua visita à Armênia em junho de 2016, o Santo Padre destacou que São Gregório de Narek também poderia ser definido como “Doutor da Paz”, porque durante sua vida quis “identificar-se com os vulneráveis e os pecadores de todo o tempo e lugar, para interceder em favor de todos”.

“Esta sua solidariedade universal com a humanidade é uma grande mensagem cristã de paz, um grito ardente que implora misericórdia para todos”, disse então o Papa.

Finalmente, no início de 2021, o Pontífice inscreveu no Calendário Romano Geral a memória ad libitum (celebração facultativa) de São Gregório de Narek, por decreto da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos.

Na ocasião, o Papa Francisco estabeleceu que o dia 27 de fevereiro de cada ano seja a celebração facultativa de São Gregório de Narek, abade e doutor da Igreja, e nesse mesmo decreto, o Santo Padre também definiu que São João de Ávila, sacerdote e doutor da Igreja, pode ser celebrada em 10 de maio, e que Santa Hildegarda de Bingen, virgem e doutora da Igreja, pode ser celebrada em 17 de setembro.

Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Natalia Zimbrão.

0 Flares 0 Flares ×
Celebrarão no Vaticano primeira memória de São Gregório de Narek, doutor da Igreja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*