0 Flares 0 Flares ×
“Um olhar bondoso e repleto de caridade como o que teve o bom samaritano, para ajudar concretamente os necessitados neste tempo de pandemia”. É a proposta da Comissão para a Juventude da CNBB que lança a campanha pastoraljuvenilsamaritana para incentivar ações solidárias por parte da juventude em todo país.

Cidade do Vaticano

A Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lança a campanha hashtag #pastoraljuvenilsamaritana para incentivar ações solidárias por parte da juventude em todo país.

Neste tempo de pandemia todos temos acompanhado que muitas são as necessidades das pessoas idosas, dos hospitais, dos que estão perdendo seus empregos ou não podem trabalhar, enfim, em todo o território nacional, as necessidades são muitas. Pensando nisso, a Pastoral Juvenil propõe uma caminhada de Pastoral Juvenil Samaritana.

O bispo de Valença (RJ) e presidente da Comissão, dom Nelson Francelino, convida as juventudes do Brasil para rezarem e realizarem ações de cuidado e compaixão.

“Essa é a hora dos jovens se unirem e invocarem o poder de Deus sobre toda esta situação. Esta iniciativa é pra gente se unir, somar forças e invocar o poder de Deus sobre toda essa realidade de pandemia que vem assustando todo o nosso Brasil, o mundo inteiro de modo geral.”

Ação concreta dos jovens

A proposta é incentivar que os grupos de jovens, a partir de suas realidades e das necessidades do seu entorno, possam colocar-se a serviço da sociedade promovendo ações solidárias que vão desde ajudar as pessoas idosas como oferecer para fazer compras, por exemplo, ou levar alimentos e materiais de higiene aos moradores de rua.

Segundo a comissão, muitos tem compartilhado lindas experiências de arrecadação de alimentos para os mais pobres, fabricação de máscaras, de pão, de bolos, vaquinhas virtuais, enfim, isso tudo além da criatividade na evangelização pelas redes sociais, o que ajuda a manter viva a chama da fé e da esperança.

Olhar bondoso do Samaritano

A prática da solidariedade é inerente à vida e aos ensinamentos cristãos como um chamado permanente para olhar as realidades de vulnerabilidade e, principalmente, os necessitados. Não é um olhar de desprezo como o daqueles que passaram pelo caminho e foram indiferentes à dor e sofrimento daquele homem que foi atacado por assaltantes, mas um olhar bondoso e repleto de caridade como o que teve o bom samaritano. “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10, 33-34).

De acordo com a comissão, sabemos que muitas comunidades, paróquias e dioceses realizam muitos trabalhos de promoção da dignidade humana e também ações de solidariedade com pessoas em situação de vulnerabilidade social há muitos anos. Por isso, a Igreja do Brasil convoca todas as pessoas de bom coração, especialmente as expressões jovens, para que se somem às iniciativas já em curso ou promovam novas ações de solidariedade nesse momento tão difícil da vida humana. E a juventude não pode ficar fora dessa rede de solidariedade.

(Fote: site da CNBB)

0 Flares 0 Flares ×
CNBB. Jovens como o bom samaritano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*