0 Flares 0 Flares ×

A devoção ao Sagrado Coração se origina na Bíblia e é reforçada pelo próprio Jesus em aparição a Santa Margarida Maria de Alacoque

Começa o mês do Sagrado Coração de Jesus, tradicionalmente associado a junho na Igreja Católica. Seu objetivo é incentivar os fiéis a adorarem ainda mais consciente e intensamente o amor de Jesus Cristo, representado fisicamente em Seu Coração que, por sua vez, nos recorda que Deus Se encarnou e veio habitar entre nós.

De fato, o objeto desta rica devoção é o próprio Coração do Verbo Encarnado, seja no Seu aspecto físico, seja como símbolo do Amor divino. Vale recordar, no entanto, que o termo final dessa devoção é a Pessoa inteira de Jesus Cristo como nosso Divino Redentor.

Quando apareceu a Santa Margarida Maria de Alacoque, em 1673, Nosso Senhor mostrou Seu Coração Divino envolto em chamas, rodeado por uma coroa de espinhos e encimado por uma cruz. Segundo Santa Margarida, o fim principal desta devoção é converter as almas ao Amor de Jesus.

Nessa aparição, a santa ouviu do Senhor estas palavras:

“Eis o Coração que tanto amou os homens, que não poupou nada até esgotar-Se e consumir-Se, para manifestar-lhes o Seu amor. E como reconhecimento, não recebo da maior parte deles senão ingratidões, desprezos, irreverências, sacrilégios, friezas que têm para comigo neste Sacramento de amor”.

A devoção ao Sagrado Coração, no entanto, é muito anterior a essa aparição: sua origem está na própria Escritura Sagrada, já que o coração é um dos muitos modos de se falar do amor infinito de Deus, que chega ao ápice com a vinda de Jesus para entregar-Se por nós.

Dois acontecimentos fortes do Evangelho são particularmente inspiradores:

  • O gesto de São João Evangelista, o discípulo amado, que recosta a cabeça em Jesus durante a última ceia (cf. Jo 13,23);
  • No Calvário, o momento em que o soldado abre o lado de Jesus com a lança (cf. Jo 19,34).

Num episódio, vemos o sereno consolo oferecido por Jesus; no outro, vemos o sofrimento que nós Lhe causamos com os nossos pecados, dos quais, mesmo assim, Ele próprio quis nos redimir.

Mês do Sagrado Coração de Jesus

É por isso que, neste mês especial, somos convidados a demonstrar a Jesus, através das obras e não só das palavras, o quanto O amamos e correspondemos ao Seu Amor infinito.

O Papa Bento XVI afirmou a respeito da devoção ao Sagrado Coração de Jesus:

“A contemplação do lado transpassado pela lança, na qual resplandece a vontade infinita de salvação por parte de Deus, não pode ser considerada como uma forma passageira de culto ou devoção: a adoração do amor de Deus, que encontrou no símbolo do coração transpassado a sua expressão histórico-devocional, continua sendo imprescindível para uma relação viva com Deus”.

Via Aleteia

0 Flares 0 Flares ×
Começa o mês do Sagrado Coração de Jesus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*