0 Flares 0 Flares ×

Imagem viralizou na internet, gerando uma onda de indignação por evocar os tempos de escravidão e os linchamentos por motivos raciais.

Chefe justificou a técnica usada pelos policiais afirmando que é ensinada aos agentes.
Chefe justificou a técnica usada pelos policiais afirmando que é ensinada aos agentes. Foto (Reprodução/Redes Sociais

O chefe de polícia de uma cidade do estado do Texas, nos EUA, pediu desculpas após a indignação provocada por uma fotografia em que dois agentes brancos, montados a cavalo, escoltam um homem negro algemado e preso por uma corda. A imagem viralizou na internet, gerando uma onda de indignação por evocar os tempos de escravidão e os linchamentos por motivos raciais.

Em circunstâncias normais, o suspeito, que se chama Donald Neely, preso e algemado por violação de propriedade, deveria ter sido levado a uma delegacia em uma viatura.

Entretanto, no momento em que foi detido, somente agentes da polícia montada estavam disponíveis, informou Vernon Hale, chefe de polícia de Galveston. Hale justificou a técnica usada pelos policiais afirmando que é ensinada aos agentes, mas, em comunicado publicado no Facebook, reconheceu, contudo, que foi “uma decisão ruim”.

“Estamos em 2019, não em 1819”, disse James Douglas, presidente da filial de Houston da NAACP, primeira organização criada para defender os direitos dos negros nos Estados Unidos, citado pelo jornal Houston Chronicle. “Um homem negro preso por uma corda por dois agentes de polícia a cavalo em 2019 (…) Devemos denunciar isso porque é: racismo completo”, escreveu em sua conta do Twitter o pré-candidato democrata à Presidência Beto O’Rourke.

AFP

0 Flares 0 Flares ×
Escravidão voltou? Homem negro detido por policiais a cavalo gera indignação nos EUA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*