0 Flares 0 Flares ×

Data instituída na Igreja católica pelo Papa Francisco encoraja os fiéis a celebrarem a riqueza da fé cristã como expressão para proteger a casa comum

Da redação, com Vatican News

epaselect SOUTH KOREA DROUGHT

De 1º de setembro a 4 de outubro, os cristãos em todo o mundo celebrarão o Tempo da Criação, bem como o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, em 1º de setembro. Serão 2,2 bilhões de cristãos no mundo que se unirão em preces pela casa comum. 

Na Europa, por exemplo, tanto a Conferência das Igrejas Europeias (CEC) quanto o Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) encorajam os fiéis a se unirem ao longo de um mês para celebrar a riqueza da fé cristã e a viverem em comunhão com a criação.

O Tempo da Criação é um tempo para renovar a relação da humanidade com o nosso Criador e toda a criação por meio da celebração, da conversão e do compromisso coletivo. Durante o Tempo da Criação, nós nos unimos às nossas irmãs e irmãos da família ecumênica em oração e ação pela nossa casa comum.

Criação, uma dádiva à humanidade

Em um comunicado oficial divulgado pelo cardeal Angelo Bagnasco, presidente da CCEE, e o reverendo Christian Krieger, presidente da CEC, ambos descrevem a criação como “um presente de Deus para a humanidade e para todos os seres vivos. É, portanto, nossa responsabilidade protegê-lo como mordomos bons e confiáveis e como servos fiéis de Deus”.

O chamado do Papa Francisco

Os religiosos europeus ressaltam a encíclica Laudato Si, assinada pelo Papa Francisco, na qual o Santo Padre afirma: “o desafio urgente de proteger nossa casa comum inclui a preocupação de reunir toda a família humana para buscar um desenvolvimento sustentável e integral”.

Eles também enfatizam o apelo do Papa Francisco “por um novo diálogo sobre como estamos moldando o futuro de nosso planeta”.

O eminente teólogo Jurgen Moltmann, também destacado por Dom Bagnasco e pelo reverendo Krieger, clama por “um discernimento de Deus, que está presente na criação por meio de seu Espírito Santo”, um discernimento que “pode trazer homens e mulheres à reconciliação e à paz com a natureza”.

Dimensão ecumênica

Enfatizando a dimensão ecumênica no Tempo de Criação, o comunicado oficial agradece a proposta do falecido Patriarca Ecumênico Dimitrios I, em 1989. De fato, o ano litúrgico da Igreja Ortodoxa começa nesta data com a comemoração de como Deus criou o mundo.

Desde então, os dois presidentes explicam, “a ideia do Tempo da Criação e seu espírito ecumênico foi ainda mais confirmado pelas Assembleias Ecumênicas Europeias organizadas de forma conjunta pela CEC e CCEE em Basel, 1989, Graz, 1997 e Sibiu, em 2007.”

Seguindo a liderança do Patriarca Ecumênico Dimitrios I e o CMI, os cristãos ao redor do mundo abraçaram o tempo como parte do seu calendário anual. O Papa Francisco realizou a acolhida oficial deste tempo na Igreja Católica Romana em 2015.

Nos últimos anos, declarações de líderes religiosos do mundo todo também encorajaram os fiéis a dedicarem tempo para cuidar da criação durante esta celebração de um mês, como explica o site oficial do evento.

O tempo começa em 1º de setembro, Dia Mundial de Oração pela Criação, e termina no dia 4 de outubro, com a Solenidade de São Francisco de Assis, santo padroeiro da ecologia amado por tantas denominações cristãs.

Covid-19

Este ano, o Tempo da Criação será realizado em meio a uma pandemia. O coronavírus, como se pode observar no comunicado assinado pela CCEE e a CEC, mostrou “mais do que nunca que não estamos isolados uns dos outros, e que as condições relacionadas com a saúde e o bem-estar humanos são frágeis”.

Jubileu pela Terra

Na conclusão do documento, os dois religiosos convidam os cristão a celebrarem o Tempo da Criação sob o título “Jubileu pela Terra”. “O conceito de Jubileu está enraizado na Bíblia e sublinha que deve existir um equilíbrio justo e sustentável entre as realidades sociais, econômicas e ecológicas”.

0 Flares 0 Flares ×
Igreja se prepara para as celebrações do Dia da Criação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*