0 Flares 0 Flares ×

Iniciativa “Um milhão de crianças rezam o terço pela paz”, organizada pela AIS, completa 15 anos em 2020; oração foi convocada para este domingo, 18

Julia Beck
Da redação

“Rezar o terço em família já é uma graça muito grande, rezar o terço em família pela paz no mundo é uma graça ainda maior”. É o que afirma a analista de sistema, Taiana Martins, de Várzea Paulista, São Paulo. Junto ao marido, Wagner, e à filha Giovana, ela se une à iniciativa “Um milhão de crianças rezam o terço pela paz”, da Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), que acontece neste domingo, 18.

Neste ano em que o mundo vive a pandemia da covid-19, a iniciativa, que nasceu na Venezuela e passou a ser coordenada pela AIS, completa 15 anos. Diante da dor e sofrimento que assolaram famílias do mundo inteiro em 2020, a oração do rosário ganha além da tradicional intenção pela unidade e a paz no mundo, o apelo pela libertação da crise sanitária e econômica causada pela propagação mundial do coronavírus.

“Um milhão de crianças rezam o Rosário” foi citada após o Angelus do último domingo, 11. Na ocasião, o Papa Francisco encorajou a iniciativa pela unidade e pela paz promovida pela AIS e afirmou que o evento “envolve crianças de todo o mundo, que rezarão especialmente pelas situações críticas causadas pela pandemia”.

Conhecendo e rezando pela realidade dos cristãos no mundo

Taiana, a filha e o marido durante oração do terço em família/ Foto: Arquivo Pessoal – Taiana

Taiana e sua família frequentam a Paróquia Cristo Redentor, da Diocese de Jundiaí, e foi através da AIS que puderam ter contato com a realidade dos cristãos no mundo. “Nós desconhecíamos, até então, essa realidade, ela era inimaginável. Nossa realidade na paróquia, diocese e até mesmo no país é muito diferente da de muitos lugares”, conta.

A partir dessa consciência, a analista de sistemas relata ter sentido em seu coração o desejo de se unir em oração à AIS para rezar pelos cristãos e pela paz no mundo. Além de sua família, Taiana mobilizou seus amigos e as crianças da catequese de sua paróquia para se unirem em oração.

“Foi muito bonita a resposta das crianças ao entenderem o motivo pelo qual devem rezar pela paz no mundo. Se um milhão de crianças rezarem, o mundo encontrará a paz, dizia São Padre Pio, e é isso que nos motiva e nos incentiva a participar: saber que somos um pouco dentro desta grande corrente de oração”.

Em sua experiência de convidar as crianças da catequese da paróquia que participa e sua filha para participarem desta iniciativa, Taiana relata ter visto a preocupação deles com o próximo. “Eles entenderam o quão era importante eles participarem e se colocaram inteiramente à disposição para rezar, seja o terço inteiro ou uma Ave-Maria, um Pai-Nosso”.

“Vemos o poder da oração singela e pura das crianças. A resposta que elas dão frente ao chamado de Deus. (…) Acredito muito no poder da oração das crianças” – Taiana Martins

Para a dona de casa, é necessário incentivar a oração entre as crianças, principalmente quando existem iniciativas como esta da AIS. Além de ser uma grande corrente de oração pela paz no mundo, ela acredita que esta oração do rosário também é uma grande catequese, pois motiva as crianças a aprenderem a rezar o santo terço, a crescer na graça de Deus. “Esse projeto, além de elevar a Deus as orações das crianças, também as catequiza”, sublinhou.

A iniciativa

O assistente eclesiástico da ACN Brasil, Frei Rogério Lima, destaca que, neste ano, a iniciativa alcança um valor especial. “Sabemos que 2020 nos colocou e está ainda nos colocando diante de um cenário preocupante. A pandemia gerou muitas situações desagradáveis e ainda está gerando. Por isso, rezar pela paz no mundo também é rezar pela vida saudável de todas as pessoas”.

O religioso também comentou o significado que esta iniciativa terá, já que reunirá crianças de todo o mundo para pedir pela paz, saúde e restabelecimento da vida. “Quando os humildes e os pequeninos elevam sua voz a Deus, o coração amoroso de Deus derrama sobre nós suas bênçãos. Então, essa iniciativa de amor tem um significado muito importante para que a paz chegue e para que essa situação da pandemia da covid-19 também termine”.

O valor desse momento de oração com as crianças leva à expressão bíblica que diz: “Quem não se tornar como uma criança não entrará no reino de Deus”, sublinhou frei Rogério. Neste domingo, o assistente da ACN convida todos a darem as mãos a todas as crianças e com elas pedir: “Venha a nós o Vosso Reino”.

“Um reino de paz, amor, sensibilidade com a vida, com a família e com os valores do Evangelho. O grande valor da oração deste dia 18 de outubro nos leva ao desejo de Cristo: que sejamos simples, humildes, que possamos construir um mundo onde o coração das crianças é o grande exemplo. Saber dirigir de um modo humilde uma prece a Deus, mas também saber abrir aos outros as mãos e o coração para construir um mundo melhor.”

Assistente eclesiástico da ACN Brasil, frei Rogério Severino /Foto: ACN

Live no dia 18

Neste domingo, 18, cerca de 80 países presentes em todos os continentes participarão da iniciativa “Um milhão de crianças rezam o Rosário”. Por isso, a ACN criou uma página em diferentes idiomas, onde pais, avós e as famílias de todo o mundo podem fazer o download do material da campanha com um kit que oferece orações, reflexões dos mistérios deste ano, os gloriosos, e de todo o material que está adaptado para as crianças, além de uma consagração dos pequenos a Maria.

A cada ano, o evento acontece no dia 18 de outubro; neste ano, uma livre nas redes sociais da ACN será realizada, às 15h, com a participação do frei Rogério junto a um grupo de crianças da cidade de Goiana (PE). O assistente da ACN revela que a cada ano mais grupos com crianças se engajam nesta iniciativa.

“De todo o Brasil recebemos expressões das iniciativas realizadas em todas as regiões. Quando uma criança dá a mão para outras crianças, eleva-se a Deus um pedido pela paz e pela vida. Venha rezar conosco!”, convidou.

0 Flares 0 Flares ×
Neste domingo, crianças em todo o mundo rezam o terço pela paz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*