0 Flares 0 Flares ×

Padre Geovane Saraiva*

Pensemos, de alma elevada e com excepcional carinho, no pôr do sol, tendo como exemplo as imagens, as quais já conhecemos. Claro que elas ensinam para não nos fecharmos no nosso eu; ao contrário, provocam em todas as pessoas boa vontade a sonhar, consequentemente, com o clarão luminoso da aurora, da luz verdadeira e que não se extingue jamais, no paradoxo das imagens, também por nós conhecidas, do verdadeiro alvorecer, indicador da transcendência divina!

Dom Helder nos ensinava que quanto mais escura é a noite mais luminosa pode ser a madrugada que anuncia o novo dia. Que saibamos escutar a voz de Deus, ao falar aos cristãos de hoje, dentro do mundo dos batizados, assim como clamou e penetrou, no coração do mundo, no decorrer dos séculos em toda a sua plenitude. A voz de Deus é, muitas vezes no silêncio da noite, um exemplo concreto de Deus falando a Samuel, em profunda paz e sossego (cf. 1 Sm 3, 3-10).

Só mesmo a partir de um espírito aberto, tranquilo e calmo é possível ouvir, perceber e acolher a voz inspiradora de Deus. Jesus, na sua missão, andando de lugar em lugar, tinha palavras que desconcertavam muitos, porque Cristo tocava, lá no interior, a vida das pessoas, sensibilizando-as. Que a aurora supracitada nos leve a lutar por um futuro, tendo como clareza o futuro do mundo, sem esquecer de que, só à luz da profecia, é possível reinventar a novidade do Reino de Deus, mas com marcas de fé e esperança.

Deus quer entrar e pedir a colaboração de seus amigos, clamando um novo modo de pensar e agir. A mudança que Deus quer não é imposição, mas que as pessoas se sintam atraídas e encantadas, apoiadas nas palavras do nosso Mestre e Senhor, a nos assegurar: “O tempo já se completou e o reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho” (cf. Mc 1, 15).

Deus sempre está conosco, atraindo-nos com sua infinita misericórdia, a ponto de propiciar-nos acolhida e convívio, sobretudo convencendo-nos do futuro, que será na plenitude eterna, na certeza de que a recompensa vem de Deus, no alimento capaz de nos tornar incansáveis na busca do mais pleno alvorecer, além de nos vivificar e nos fortalecer diante das exigências do mundo. Assim seja!

*Pároco de Santo Afonso, Blogueiro, Escritor e integra a Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza (AMLEF).

0 Flares 0 Flares ×
O amanhecer do Espírito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*