0 Flares 0 Flares ×

HOMILIA DA MISSA VESPERTINA DA CEIA DO SENHOR

QUINTA-FEIRA DA SEMANA SANTA

“Dei-vos o exemplo, para que façais a mesma coisa”

Com a Missa vespertina da Ceia do Senhor, na Quinta-feira Santa, a Igreja inicia o Tríduo Pascal e faz memória da instituição do Sacramento da Eucaristia, da instituição do sacerdócio ministerial e do mandamento sobre a caridade fraterna. Esses três mistérios são compreendidos e vividos à luz do lava-pés (Jo. 13,1-15) que é o centro do Evangelho de hoje.

O gesto do lava-pés significa o serviço e a caridade de Cristo, que veio “não para ser servido, mas para servir” (Mt.20,8). Notemos que a Liturgia Eucarística desta missa tem início com a procissão das oferendas que nos convida a ir ao altar levando os dons para repartir com os pobres. Assim, a entrega cotidiana da vida nos configura a Cristo e dá sentido à celebração da Eucaristia, ao Sacerdócio Ministerial e ao Mandamento Novo, evitando que o lava-pés se torne mera encenação trivial.

São João Evangelista substitui a narração da instituição da Eucaristia pela apresentação do gesto do Lava-pés. A Eucaristia – máxima expressão da doação de Jesus Cristo – é apresentada através de um gesto de caridade fraterna. Se no Antigo Testamento, na Páscoa, o povo sente Deus através da passagem de um anjo e se esconde com temor diante da presença divina, no Novo Testamento o povo corre em direção a Deus, para ouvi-lo, vê-lo, tocá-lo. E Deus não foge do contato, Ele se entrega por inteiro no seu Corpo e no seu Sangue. Temos consciência de que quando recebemos a Eucaristia podemos dizer “hoje comunguei do Corpo e Sangue de Deus”?

Ele, “tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-se até o fim”, ajoelha-se e realiza o serviço do servo. Lava os nossos pés sujos, para que nos tornemos dignos de se sentar à sua mesa. A água que Ele usa é seu amor purificador. Nos sacramentos da purificação – o Batismo e a Confissão – Ele permanece ajoelhado diante dos nossos pés realizando permanentemente este serviço.

“Vós estais limpos, mas não todos.” O que é que torna o homem impuro? É a atitude de não se deixar amar e recusar amar ao próximo. É a soberba que julga não necessitar de purificação e que se fecha à bondade salvífica de Deus. Vemos isso na atitude de Judas. Para ele, só o poder e o sucesso são dignos, o amor não é suficiente. Assim, ele decide que o dinheiro é mais importante do que a comunhão com Jesus, mais importante do que Deus e o seu amor. Torna-se então mentiroso, ambíguo, um egoísta que não enxerga a verdade. Por isso, com o lava-pés, o Senhor convida-nos a imitar a sua humildade, a confiar na sua misericórdia. No seu serviço, convida-nos, por mais desorientados que estejamos, a voltar para casa e a permitir que a sua bondade purificadora nos reanime e nos faça entrar na comunhão da mesa com o próprio Deus.

“Também vós deveis lavar os pés uns aos outros” (Jo 13, 14); “Dei-vos exemplo…” (Jo. 13, 15). Em que consiste concretamente o “lavar os pés uns aos outros”?  Podemos dizer que qualquer obra de bondade pelo outro – e especialmente por quem sofre – é um serviço de lava-pés. Lavar os pés uns aos outros significa sobretudo perdoar-nos incansavelmente uns aos outros. Se recusar a dar e a receber o perdão é recusar ter parte na comunhão com Cristo. Assim entendemos que para entrar em verdadeira comunhão com Deus é necessário estar em comunhão com os irmãos e irmãs.

Celebremos, pois, estes santos mistérios pascais com piedade, espírito de adoração e profunda gratidão para com o Redentor que por nós quis se entregar e sofrer o suplício da cruz. Não sejamos indiferentes e frios. Tenhamos consciência de que tudo que celebramos foi para a nossa salvação que o Senhor realizou.

Nesta celebração que recordamos a instituição da Eucaristia, peçamos ao Senhor, o Cordeiro de Deus, que seu Amor conceda a todos nós a graça de ser, um dia e para sempre, convidados do Seu eterno banquete nupcial.

Padre Paulo Sérgio – Paróquia São Sebastião, Mangabeira, distrito de Lavras-CE

0 Flares 0 Flares ×
O Amor que ensina o que vive e vive o que ensina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*