0 Flares 0 Flares ×

Segundo os especialistas, o gesto de pedir silêncio é raro na arte cristã

Um retrato de Sant’Ana, mãe da Santíssima Virgem Maria, foi descoberto na década de 1960 por uma equipe arqueológica polonesa durante escavação na Catedral de Faras, antiga Núbia e atual Sudão.

O que torna o retrato tão misterioso é o gesto incomum de Sant’Ana. Ela é retratada com o dedo indicador da mão direita nos lábios.

A pintura, que desde 1964 faz parte da coleção do Museu Nacional de Varsóvia, foi descoberta pela equipe liderada pelo professor Kazimierz Michałowski como parte de um projeto da UNESCO para preservar relíquias do reino medieval da Núbia. Os governantes nubianos se converteram ao cristianismo por volta de 548 graças aos missionários enviados de Constantinopla pela imperatriz Theodora.

Sabemos que a pintura de parede é de Sant’Ana, a mãe da Virgem Maria e avó de Jesus, por causa da inscrição abaixo, que diz: “Santa Ana, mãe da Mãe de Deus…”

Sant’Ana não é mencionada no Novo Testamento – todas as nossas informações sobre ela vêm de literatura apócrifa. Ana e seu marido Joaquim não tiveram filhos até que, graças às orações e à fé em Deus, eles conceberam e deram à luz uma menina, Maria.

Sant’Ana era venerada na antiga Núbia, e acredita-se que as mulheres rezavam a ela pedindo sua ajuda para engravidar.

Mas por que Sant’Ana está pedindo silêncio?

Há interpretações diferentes do significado deste gesto. Alguns estudiosos afirmam que ela está pedindo silêncio, que segundo o site ArchaeoTravel.eu, pode aludir ao “silêncio divino”. Outra teoria é que o gesto indica simplesmente que ela está rezando.

De acordo com Archaeotravel.eu, o gesto, que raramente é visto na arte cristã, pode se referir a uma tradição cristã egípcia (copta), na qual as pessoas rezavam em silêncio enquanto colocavam o dedo da mão direita nos lábios. O gesto protegeria as pessoas do mal que tentaria entrar no coração humano durante a oração.

Aleteia

0 Flares 0 Flares ×
O misterioso retrato de Sant’Ana, a mãe de Maria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*