0 Flares 0 Flares ×

Mensagem ao 65º Congresso de Educação Religiosa, promovido pela Arquidiocese de Los Angeles

 

Cidade do Vaticano, 22 fev 2021 (Ecclesia) – O Papa sublinhou a necessidade de se deixar comover pelo sofrimento alheio, durante a pandemia, numa mensagem ao 65º Congresso de Educação Religiosa, promovido pela Arquidiocese de Los Angeles, que se encerrou este domingo.

“A pandemia marcou a vida das pessoas e a história das nossas comunidades. Diante desta e de outras realidades, é preciso construir o amanhã, olhar para o futuro, e para isso precisamos do empenho, da força e da dedicação de todos”, assinala Francisco, numa intervenção em vídeo, divulgada pelo Vaticano.

“É preciso agir ao estilo do samaritano, o que implica deixar-me atingir pelo que vejo, sabendo que o sofrimento me vai mudar e que me devo comprometer com o sofrimento do outro”, acrescenta.

O congresso de quatro dias decorreu online, com o tema “Proclama a promessa!”, coincidindo com o 50.º Dia da Juventude da diocese californiana, cujo arcebispo, D. José Horacio Gómez, é desde novembro de 2019 o presidente da Conferência Episcopal dos Estados Unidos da América.

Francisco evoca os “testemunhos de amor generoso e gratuito” que foi possível ver nos meses da crise provocada pela Covid-19, referindo que eles deixam “uma marca indelével nas consciências e no tecido social”.

“A proximidade, o cuidado, o acompanhamento e o sacrifício são necessários para alimentar a fraternidade”, aponta.

O Papa deixa uma saudação aos jovens, que convida à esperança, para que possam ser “poetas de uma nova beleza humana, uma nova beleza fraterna e amiga”.

“Os sonhos constroem-se juntos. Sonhamos como uma única humanidade, como viajantes feitos da mesma carne humana, como filhos desta mesma terra que nos acolhe a todos nós, cada um com a riqueza da sua fé ou das suas convicções, cada um com a sua voz, todos irmãos”, conclui.

OC

0 Flares 0 Flares ×
Papa convida a deixar-se comover pelo sofrimento alheio (c/vídeo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*