0 Flares 0 Flares ×

Francisco diz que é preciso descobrir sentido «autêntico» da celebração do nascimento de Jesus

Foto: Vatican Media

Cidade do Vaticano, 16 dez 2020 (Ecclesia) – O Papa disse hoje no Vaticano que as limitações impostas pela pandemia, na celebração do Natal, podem levar a “purificar” a celebração do nascimento de Jesus, ajudando a descobrir o seu sentido mais “autêntico”.

“Gostaria de exortar todos a apressar o passo para o Natal, o verdadeiro, isto é, o nascimento de Jesus Cristo. Este ano esperamos restrições e desconfortos; mas pensemos no Natal da Virgem Maria e de São José: não eram rosas e flores! Quantas dificuldades! Quantas preocupações! No entanto, a fé, a esperança e o amor guiaram-nos e sustentaram-nos. Que seja assim para nós também”, disse, no final da audiência pública que decorreu na biblioteca do Palácio Apostólico, com transmissão online.

“Que esta dificuldade nos ajude a purificar um pouco o modo de viver, de festejar o Natal, saindo do consumismo, que seja mais religioso, mais autêntico, mais verdadeiro”, acrescentou.

Na sua catequese semanal, o Papa defendeu que os católicos devem ter “um coração compassivo, que reza sem excluir ninguém”.

“Quem reza nunca deixa o mundo para trás. Se a oração não recolhe as alegrias e tristezas, as esperanças e angústias da humanidade, torna-se uma atividade decorativa, uma atitude superficial, de teatro”, advertiu.

A intervenção destacou que todos os seres humanos estão ligados por uma “afinidade de fragilidade, de sofrimento e de pecado”.

No final da audiência, o Papa saudou os ouvintes de língua portuguesa.

“Queridos irmãos, a oração durante o tempo do Advento ajuda a lembrar que não somos mais justos e melhores do que os outros, mas somos todos pecadores, necessitados de ser tocados pela misericórdia de Deus. Sobre cada um de vós desça a bênção do Senhor”, disse.

OC

0 Flares 0 Flares ×
Papa convida a purificar Natal do «consumismo», em ano de restrições

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*