0 Flares 0 Flares ×
Papa Francisco diante do quadro de Nossa Senhora de Guadalupe em 2018. Foto: Daniel Ibáñez / ACI Prensa

(ACI).- O Papa Francisco celebrará a tradicional Missa pela festa de Nossa Senhora Guadalupe no Vaticano, em 12 de dezembro.

A celebração eucarística presidida pelo Santo Padre será no sábado, 12 de dezembro, no altar da cátedra da Basílica de São Pedro, às 11h (hora local), e será precedida pela oração do Santo Terço.

“Apesar de tudo o que estamos vivenciando devido à pandemia, estamos muito entusiasmados porque o Santo Padre quis dedicar seu apego à América Latina prestando homenagem à padroeira do México e de toda a América Latina”, disse à ACI Prensa, agência em espanhol do Grupo ACI, Julio César Caballero Moreno, novo chefe do escritório da Pontifícia Comissão para a América Latina (CAL).

Além disso, a autoridade vaticana destacou à ACI Prensa “a vontade do Santo Padre de se aproximar da América Latina através de Nossa Senhora de Guadalupe, oferecendo-lhe tudo o que está sendo vivido nesta difícil situação e demonstrando seu acompanhamento e proximidade” e acrescentou que a celebração da Missa na festividade da Virgem Guadalupe “é mais uma manifestação desse apego, desse acompanhamento do Santo Padre ao continente”.

Que esta Eucaristia tradicional não tenha sido cancelada é “um gesto concreto do Santo Padre para não deixar de homenagear a Virgem de Guadalupe, o que mostra que leva em sua mente e coração o continente da esperança”, advertiu Julio César Caballero à ACI Prensa.

Por isso, na Missa da festa de Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira do México, da América Latina e das Filipinas, “estes momentos difíceis de pandemia que o povo de Deus está vivendo” serão confiados à sua intercessão, informou a CAL.

Devido às medidas sanitárias vigentes na Itália para evitar mais contágio do coronavírus, “não haverá uma celebração multitudinária, mas haverá uma representação diplomática dos países da América Latina perante a Santa Sé, uma delegação dos colégios com seminaristas e sacerdotes latino-americanos que estudam em Roma, e uma representação da comunidade latino-americana por meio de sua capelania”.

Como em outras ocasiões, a Missa será animada pelos coros dos Pontifícios Colégios Pio Latino-americano e Pio Brasileiro, acompanhados pelo Coro da Capela Sistina.

“A festa de Nossa Senhora de Guadalupe será um momento especial de oração comunitária, aos pés da Virgem Negra, para rezar pelos nossos povos e nações”, disse a CAL.

Em 12 de dezembro de 2019, o Papa Francisco recordou que “Maria é a nossa Mãe, é a Mãe dos nossos povos, é a Mãe de todos nós, é a Mãe da Igreja, mas também é uma figura da Igreja. E é a mãe do nosso coração, da nossa alma”.

Além disso, em 12 de dezembro de 2018, o Santo Padre explicou que “na escola de Maria aprendemos a estar no caminho para chegar onde devemos estar: ao pé e de pé entre tantas vidas que perderam ou tiveram a esperança roubada”.

Visita papal a Nossa Senhora de Guadalupe

O Papa Francisco visitou a Basílica de Guadalupe em 13 de fevereiro de 2016, quando pôde rezar em silêncio diante da imagem da Virgem e celebrou uma Eucaristia na “Villa”.

Naquela ocasião, o Santo Padre assinalou que, “assim como Se apresentou ao humilde Juanito, de igual modo continua a fazer-se presente junto de todos nós, especialmente daqueles que sentem, como ele, que ‘não valem nada’”.

“Ela nos diz que tem a ‘honra’ de ser nossa mãe. Isto nos dá a certeza de que as lágrimas daqueles que sofrem não são estéreis. São uma oração silenciosa que sobe até o céu e que, em Maria, encontra sempre lugar sob o seu manto. Nela e com Ela, Deus Se faz irmão e companheiro de estrada, carrega conosco as cruzes para não deixar as nossas dores nos esmagar”, explicou o Papa durante sua visita ao México em 2016.

Além disso, o Papa Francisco lançou um convite para ser “mensageiros” de Nossa Senhora de Guadalupe: “Não sou tua mãe? Não estou Eu aqui? Não te deixes vencer pelas tuas dores, pelas tuas tristezas: diz-nos Ela. Hoje, volta a enviar-nos como a Juanito; hoje repete para nós: Sê o meu mensageiro, sê o meu enviado para construir muitos santuários novos, acompanhar tantas vidas, consolar tantas lágrimas. Basta que caminhes pelas estradas do teu bairro, da tua comunidade, da tua paróquia como meu mensageiro, minha mensageira; levanta santuários compartilhando a alegria de saber que não estamos sozinhos, que Ela está conosco”.

“Sê o meu mensageiro – diz-nos – dando de comer aos famintos, de beber aos sedentos; oferece um lugar aos necessitados, veste os nus e visita os doentes. Socorre os prisioneiros, não os deixes sozinhos, perdoa a quem te fez mal, consola quem está triste, tem paciência com os outros e sobretudo implora e invoca o nosso Deus”, convidou o Papa no México.

Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz.

0 Flares 0 Flares ×
Papa Francisco celebrará Missa pela festa de Nossa Senhora de Guadalupe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*