0 Flares 0 Flares ×

(ACI).- O Papa Francisco criou, este sábado 28 de novembro, 13 novos cardeais para a Igreja católica em um consistório ordinário público celebrado na Basílica de São Pedro no Vaticano.

A cerimônia contou com uma participação reduzida de pessoas para respeitar as atuais medidas de contenção da pandemia de Covid-19.

Dos 13 novos cardeais, 9 deles têm idade para escolher o próximo Pontífice em um futuro conclave: Dom Celestino Aós Braco, (75 anos) arcebispo de Santiago do Chile (Chile); Dom Mario Grech, (63 anos) Secretário geral do Sínodo dos Bispos (Malta); Dom Marcello Semeraro, (72 anos) prefeito da Congregação para as Causas dos Santos (Itália); Dom Antoine Kambanda, (61 anos) arcebispo de Kigali (Ruanda); Dom Wilton Gregory, (71 anos) arcebispo de Washington D.C. (Estados Unidos); Dom Augusto Paolo Lojudice, (56 anos) arcebispo de Siena (Itália); Dom Mauro Gambetti, (54 anos) franciscano conventual, custódio geral da custódia do Sagrado Convento de Assis (Itália); Dom José Advincula, (68 anos) arcebispo de Capiz (Filipinas) e Dom Cornelius Sin, (69 anos) vigário apostólico de Brunei – Kuala Lumpur (Malásia).

Além disso, o Papa acrescentou ao Colégio Cardinalício a: Dom Felipe Arizmedi Esquivel (80 anos), bispo emérito de San Cristóbal das Casas (México); Dom Silvano Tomasi (80 anos), arcebispo de Assolo, Ex-núncio Apostólico, Ex-observador da Santa Sé perante a ONU em Genebra (natural da Itália); Dom Enrico Feroci (80 anos), pároco do Santuário do Divino Amor e ex-diretor da Cáritas de Roma (Itália) e o sacerdote capuchinho Pe. Raniero Cantalamessa (86 anos), Predicador da Casa Pontifícia.

Devido à atual emergência sanitária internacional, dois dos novos purpurados não puderam viajar a Roma para participar do consistório, mas de igual modo foram criados cardeais. Tratou-se de Dom José Advincula e Dom Cornelius Sin, (69 anos) vigário apostólico de Brunei – Kuala Lumpur (Malásia) que receberão em seus países, das mãos de um representante do Santo Padre, o barrete, o anel e a bula com o título cardinalício.

Depois deste consistório, o Colégio dos Cardeais estará composto por 229 prelados, dos quais 128 são eleitores em um futuro conclave. Segundo estipula o ordenamento canônico, cardeais com mais de  80 anos de idade não votam na eleição do Pontífice.

Criação de novos cardeais

A cerimônia teve algumas mudanças. O Papa Francisco esteve no altar da Cátedra da Basílica de São Pedro e não no altar da Confissão, que é o altar principal localizado ao centro da Basílica vaticano.

O Pontífice realizou como de costume o rito da criação de novos cardeais e realizou a imposição do barrete, entregou o anel, a bula de criação cardinalícia e a atribuição do título cardinalício aos 11 neo cardeais pressente.

Entretanto, devido à pandemia de Covid-19, os novos cardeais não realizaram o tradicional abraço da paz com os outros membros do colégio cardinalício.

Outro aspecto diferente nesta ocasião foi que os membros do colégio cardinalício que não puderam assistir ao consistório seguiram em direta através de uma plataforma digital e foi possível vê-los em umas telas colocadas ao interior da Basílica.

Ao início da celebração, o Cardeal Mario Grech, secretário geral do Sínodo dos Bispos, dirigiu uma saudação ao Papa de parte dos novos cardeais.

Ao finalizar a celebração, todos os presentes cantaram a Salve Rainha e logo os novos cardeais acompanhados por seus secretários saíram em procissão com o Papa e passaram pela capela de São José antes de voltar para a sacristia.

Em seguida os novos Cardeais junto do Papa Francisco visitaram o Papa Emérito Bento XVI.

0 Flares 0 Flares ×
Papa Francisco cria 13 novos cardeais para a Igreja Católica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*