0 Flares 0 Flares ×

epa07451171 People cross flooded roads after the passage of the cyclone Idai in Matarara, Sussudenga district, Manica province, central Mozambique, 20 March 2019. Authorities in Mozambique fear the number of people dead could be more than 1000. More than 100 people have been killed and hundreds are missing in Zimbabwe because of the tropical cyclone, according to data from the UN Office of Humanitarian Affairs (OCHA) in that country. EPA/ANDRE CATUEIRA

Cidade do Vaticano, 23 mar 2019 (Ecclesia) – O Papa Francisco vai doar 150 mil euros para Moçambique, Zimbábue e Maláui, 50 mil euros para cada um destes países do sudeste da África) que foram atingidos pelo ciclone Idai que deixou um rasto de destruição e morte.

O Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Integral da Santa Sé, através do qual o Papa vai fazer a sua contribuição, informou que os 150 mil euros vão ajudar a socorrer as populações na primeira fase de emergência que está a decorrer.

Num comunicado, o dicastério explica que a doação pretende ser também sinal de proximidade espiritual e encorajamento de Francisco às pessoas e territórios que foram afetados pela passagem do ciclone Idai há uma semana, de 14 para 15 de março.

Em colaboração com as Nunciaturas Apostólicas, os 150 mil euros vão ser divididos em partes iguais por Moçambique, Zimbábue e Maláui, 50 mil euros para cada país, e destinam-se às áreas mais atingidas pela catástrofe natural para serem usados em obras de socorro e assistência às pessoas e territórios, divulga o sítio ‘Vatican News’.

Os dados mais recentes, divulgados hoje, contabilizam 417 mortos em Moçambique, 1511 feridos, e já foram registados os primeiros casos de cólera.

Já na audiência pública desta semana, na quarta-feira, o Papa Francisco lamentou a “devastação” provocada pela passagem do ciclone Idai em Moçambique, Maláui e Zimbabué.

CB

0 Flares 0 Flares ×
Papa Francisco destina 150 mil euros para Moçambique, Zimbábue e Maláui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*