0 Flares 0 Flares ×

“Peço a todos que parem de instrumentalizar as religiões para incitar ao ódio, à violência, ao extremismo e ao fanatismo cego”

Por ocasião do Dia Internacional das Vítimas de Perseguição Religiosa, o Papa Francisco publicou via Twitter um pedido para que as religiões não sejam manipuladas a fim de incitar violência e fanatismo em nome de Deus.

Reforçando uma passagem da declaração inter-religiosa assinada em Abu Dhabi em fevereiro de 2019 para defender a fraternidade humana e a convivência civilizada entre os fiéis das diferentes religiões, Francisco exortou:

“Deus não precisa ser defendido por ninguém e não quer que o Seu nome seja usado para aterrorizar as pessoas. Peço a todos que parem de instrumentalizar as religiões para incitar ao ódio, à violência, ao extremismo e ao fanatismo cego”.

No tocante ao documento de Abu Dhabi, Francisco o considera voltado a fomentar “um futuro melhor para a humanidade, um futuro livre do ódio, do ressentimento, do extremismo e do terrorismo, no qual prevaleçam os valores de paz, amor e fraternidade”. Ele assim havia se manifestado em fevereiro, durante mensagem de vídeo por ocasião do primeiro aniversário do documento.

No mesmo contexto, ele acrescentou:

“Peço a Deus Todo-Poderoso que abençoe todo esforço que beneficie o bem da humanidade e nos ajude a seguir em frente na fraternidade”.

Aleteia

0 Flares 0 Flares ×
Papa Francisco: “Não usem o nome de Deus para aterrorizar as pessoas”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*