0 Flares 0 Flares ×

Era o mestre das celebrações litúrgicas do Papa há 14 anos, nomeado por Bento XVI

Cidade do Vaticano, 30 ago 2021 (Ecclesia) – O Papa Francisco nomeou o seu mestre de celebrações litúrgicas, monsenhor Guido Marini, bispo da Diocese italiana de Tortona, informou a Sala de Imprensa da Santa Sé.

O ‘Vatican News’ recorda que monsenhor Guido Marini “cuidou” da realização da oração do Papa no dia 27 de março de 2020, na Praça de São Pedro, uma oração solitária onde Francisco pediu o fim da pandemia Covid-19.

Em outubro de 2007, Bento XVI nomeou-o mestre das celebrações litúrgicas do Papa, tendo continuado a desempenhar estas funções com Francisco e, desde janeiro de 2019, era também responsável pelo coro da Capela Musical Pontifícia (“Sistina”).

Foto D.R (arquivo)

Monsenhor Guido Marini tem 56 anos, nasceu a 31 de janeiro de 1965, em Génova; depois do curso de Teologia foi ordenado sacerdote a 4 de fevereiro de 1989, continuou os estudos na Universidade Pontifícia Lateranense, em Roma, onde obteve o doutorado, e formou-se também em Psicologia da Comunicação, na Universidade Pontifícia Salesiana, em 2007.

A biografia publicada pela Sala de Imprensa da Santa Sé informa que foi também, entre outras funções, secretário particular de três cardeais – Giovanni Canestri (1988-1995), Dionigi Tettamanzi (1995-2002) e Tarcisio Bertone (2002-2003) – professor de Direito Canónico, na Faculdade de Teologia do Norte da Itália – Seção de Génova, e no Instituto Superior de Ciências da Religião, diretor diocesano para a Educação e a Escola, diretor espiritual do Seminário Arquiepiscopal de Génova.

Monsenhor Guido Marini foi agora nomeado bispo da Diocese italiana de Tortona e vai suceder a D. Vittorio Francesco Viola, que foi recentemente nomeado secretário do Dicastério para o Culto Divino (Santa Sé).

CB

0 Flares 0 Flares ×
Papa Francisco nomeou monsenhor Guido Marini bispo de Tortona

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*