0 Flares 0 Flares ×

O Papa Francisco nomeou a italiana Lucia Bozzi, professora de Direito Privado na Universidade de Estudos de Foggia, Itália, como magistrada requerida do Tribunal Estatal da Cidade do Vaticano nesta terça-feira, 19.

O magistrado requerido assiste o juiz ordinário do tribunal e sua figura é regulamentada na Lei da Ordem Judicial do Estado da Cidade do Vaticano. Pode haver um ou mais magistrados inscritos e que o seu mandato é de três anos.

A professora Lucia Bozzi nasceu em Roma em 2 de outubro de 1966. Ela se formou em Direito pela universidade La Sapienza de Roma em 1991 e se doutorou em Direito Privado pela Universidade de Pisa em 1998.

Foi, entre outras atividades, professora da Universidade Cadi Ayyad de Marraquexe, da Libera Università Internazionale degli Studi Sociali Guido Carli de Roma, e professora substituta da Faculdade de Direito da Universidade de Catânia.

Atualmente, Bozzi é professora de Direito Privado na Faculdade de Direito da Universidade de Foggia e membro externo do núcleo de avaliação da Universidade de Tor Vergata de Roma. Ela é autora de publicações sobre direito europeu dos contratos, direito da família e questões éticas sobre temas de vida e família como as uniões de fato, fim da vida, entre outros.

Bozzi é a segunda mulher a ser escolhida para trabalhar na corte do Estado do vaticano após  Catia Summaria, nomeada promotora de Justiça da Corte de Apelação em fevereiro deste ano.

0 Flares 0 Flares ×
Papa nomeia professora para tribunal do Vaticano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*