0 Flares 0 Flares ×

Francisco conversa sobre o Credo, na TV2000, canal da Conferência Episcopal Italiana

Cidade do Vaticano, 18 fev 2020 (Ecclesia) – O Papa reafirmou a existência de Satanás, “o sedutor”, no início de um ciclo de programas sobre o Credo, na TV2000, canal da Conferência Episcopal Italiana, emitido esta segunda-feira.

“Alguns dizem: ‘Não, Satanás não existe, nós temos dentro um pouco… por causa das nossas doenças materiais, espirituais, psicológicas, temos esta tendência ao mal’. É verdade que estamos feridos, que somos pessoas feridas, mas Satanás existe, é o sedutor”, referiu Francisco.

A entrevista, conduzida pelo padre Marco Pozza, capelão da prisão de Pádua (Itália), aborda a fé num Deus “Pai, omnipotente, criador” e “redentor”, como sublinhou o Papa.

“Sentimos algo que nos leva a fazer o bem, a amar o próximo, a fazer uma obra de caridade, pensar numa coisa bonita”, indicou Francisco, assim como “algo que diz ‘não, esse não é o caminho, não te fará feliz”.

“Satanás aparece nas primeiras páginas da Bíblia, porque é uma realidade que todos nós temos como experiência: todos nós temos no coração a experiência da luta entre o bem e o mal. No momento de fazer uma escolha, por exemplo, temos sempre esta experiência”, precisou.

“Sei que [Satanás] existe, mas não o amo. Tenho de defender-me das suas seduções”, acrescentou o pontífice.

O Papa recordou que Jesus, na Última Ceia, reza pelos discípulos, pedindo “ao Pai a graça de salvá-los da mundanidade”.

“A mundanidade é a atmosfera de Satanás, ele move-se na mundanidade. Existe o espírito do mundo, Satanás é assim”, assinalou.

A entrevista, separada em duas partes, começou por evocar as perseguições contra o Cristianismo.

“A História do Cristianismo é uma história de perseguições, dos que tentam eliminá-lo. E de sucessos? Não, de perseverança”, sustentou Francisco.

O Papa pede atenção à imagem de Deus que é transmitida, com valorização da dimensão afetiva, em vez de apresentar uma “ideia”.

“Os santos compreenderam o que é crer num Deus que é Pai e não num Deus com a varinha mágica”, apontou.

‘Creio em Deus Pai’ foi o primeiro tema da série, tendo como convidado o filósofo Salvatore Natoli.

Para cada programa foi convidada uma personalidade italiana de áreas como a cultura, artístico e desportivo – atriz Martina Colombari, o apresentador de televisão Paolo Bonolis, o escritor Paolo Rumiz, a patinadora artística Carolina Kostner, o físico Giovanni Bachelet, o chefe de cozinha Massimo Bottura e o político Fausto Bertinotti.

A temporada ‘Eu creio’ encerra uma trilogia dedicada à oração que já contou com as emissões especiais sobre o ‘Pai Nosso’ e a ‘Ave Maria’; a série de oito episódios pode ser acompanhada, na internet, pelo sítio online www.tv2000.it.

Como nas edições anteriores, da entrevista com o Papa Francisco vai resultar um livro – ‘Eu creio, nós cremos’ -, editado pela Livraria Editora Vaticana e Rizzoli, com lançamento previsto para o próximo mês de março.

CB/OC

0 Flares 0 Flares ×
Papa reafirma existência de Satanás, «o sedutor» (c/vídeo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*