0 Flares 0 Flares ×

“São milhares os exemplos de bons filhos nascidos de pais complicados”

Filhos difíceis, pais difíceis? O pe. Zezinho questionou a correlação e destacou que “são milhares os exemplos de bons filhos nascidos de pais complicados”, assim como o contrário.

Em sua rede social, o sacerdote brasileiro escreveu:

“Não adianta tapar o sol com uma peneira. Encaremos os fatos sobre famílias difíceis. É que, às vezes, pais fáceis geram filhos difíceis! Mas pais difíceis nem sempre geram filhos difíceis. São milhares os exemplos de bons filhos nascidos de pais complicados.

Ou é a bebida, ou são as drogas, ou a violência, ou são as traições. Alguns tornam-se pais infernais, dominadores e dissimulados que vivem culpando os filhos pelo seus próprios fracassos! Eu disse ‘alguns’. A maioria dos pais é gente boa, que amam a família que formaram”.

Filhos difíceis, pais difíceis?

O padre prosseguiu:

“Se é verdade que há filhos que infernizam a vida dos pais e irmãos, também há o contrário. Quem precisa de internação e psiquiatria às vezes são os pais e não os filhos.

A mudança depende de outros parentes, da igreja que frequentaram e da escola na qual estudaram. O bom exemplo muitas vezes vem de gente que lhes marcou a vida fora de casa. E é por isto que o mundo precisa de boas escolas, boas igrejas, bons amigos e bons vizinhos – e, em muitas situações: de gente equilibrada, bons médicos da cabeça e da alma”!

Via Aleteia

0 Flares 0 Flares ×
Pe. Zezinho: filhos difíceis, pais difíceis?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*