0 Flares 0 Flares ×

Para viver a felicidade genuína, são necessários recomeços, ou seja, precisamos recomeçar de uma maneira diferente

Hoje, quero falar sobre recomeços.

Muitas vezes, é importante refazermos as rotas de nossas vidas. Não há nenhuma experiência que não nos deixe o seu legado. Gostemos dele ou não.

Quantas pessoas passam a vida inteira tentando entender qual é o sentido dela, e o que seria capaz de fazer com que seus olhos brilhassem mais uma vez. Passamos a vida inteira querendo entender de fato, o que é viver. E durante essa busca cansativa e inalcançável, nos esquecemos de simplesmente, viver.

Temos essa mania de achar que a felicidade é algo tão grandioso – e não estou dizendo aqui que não é – ao ponto de ser palpável. E como não tocamos, esquecemos de um dia de sol, de uma xícara de café tomada ao lado das pessoas que mais amamos e de uma gargalhada que damos até doer a barriga. Nos esquecendo disso, logo, nos esquecemos da verdadeira felicidade.

Para viver a felicidade genuína, são necessários recomeços, ou seja, precisamos recomeçar de uma maneira diferente. Com um olhar mais misericordioso para a vida e para a nossa própria história. Atentos aos sinais valiosos.

Recomeços nos permitem recalcular a rota e mudar o caminho. E, para isso, é preciso uma boa dose de coragem, de humildade e de ousadia para admitimos a nós mesmos que, talvez, erramos o caminho.

Então, recomece, viva um dia de cada vez. Deus valoriza os pequenos começos. E não se esqueça: se vamos para frente, coisas ficam para trás – na maioria das vezes.

Fonte: Aleteia

Please follow and like us:
fb-share-icon20
Tweet 20
fb-share-icon20
0 Flares 0 Flares ×
Por que os recomeços são tão importantes na nossa vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*