0 Flares 0 Flares ×
O Papa nomeou a cientista canadense de 62 anos, que leciona física óptica no Departamento de Física e Astronomia da Universidade de Waterloo. Ela recebeu a prestigiosa distinção em 1985 por inventar, com o professor Mourou, a amplificação a impulsos chirp para laser. Ela é a terceira mulher a receber o prêmio de Física.

Salvatore Cernuzio – Vatican News

A física canadense Donna Theo Strickland, Prêmio Nobel de Física em 2018, foi nomeada nesta segunda-feira pelo Papa como membro ordinário da Pontifícia Academia das Ciências. A nomeação foi anunciada esta manhã com o boletim da Sala de Imprensa vaticana.

Uma longa carreira acadêmica

Professora de Física Óptica no Departamento de Física e Astronomia da Universidade de Waterloo, Canadá, a professora Strickland, 62 anos, nasceu em 27 de maio de 1959 em Guelph, formada em Engenharia pela Universidade McMaster em Hamilton (Canadá), e doutorada em Física, com especialização em Óptica, na Universidade de Rochester, nos Estados Unidos.

Terceira mulher agraciada com o Prêmio Nobel de Física

Em outubro de 2018, ela e o professor Gérard Mourou receberam o Prêmio Nobel de Física por terem inventado, em 1985, a amplificação a impulsos chirp para laser, impulsos ópticos ultracurtos e de alta intensidade com os lasers que são usados em milhões de cirurgias oftalmológicas corretivas realizadas a cada ano em todo o mundo, particularmente aquelas para miopia. A ela e a Mourou foi reconhecida a descoberta do método “para gerar os impulsos laser mais breves e mais intensos criados pela humanidade”, de acordo com a motivação do Nobel. Isso permitiu o projetação de “instrumentos avançados de precisão que abrem as portas para novas áreas de pesquisa e uma infinidade de aplicações médicas e industriais”.

Strickland é a terceira mulher na história do Prêmio Nobel a receber o prestigioso prêmio da Academia Sueca em física, depois de Marie Curie (1903) por suas pesquisas sobre a radioatividade e da cientista estadunidense de origem alemã Maria Goeppert Mayer (1963), que recebeu o prêmio por suas descobertas sobre o núcleo de átomos.

Trabalho no Canadá e nos EUA

Donna Theo Strickland é atualmente professora de Física Óptica no Departamento de Física e Astronomia da Universidade de Waterloo (Canadá), onde continua a pesquisar técnicas laser ultra-velozes, curtos e de alta intensidade. Ela também é membro da The Optical Society, onde foi vice-presidente de 2011 a 2013 e depois presidente desde 2013. Também é membro da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos da América. Strickland sempre soube que ela era “muito boa em matemática e física” e que gostava de brincar com laser, então continuou e “não escutou mais nada”. Descrita como uma mulher positiva e enérgica, ela disse no passado que, quando era jovem,  esteve em dúvida se deveria dedicar-se à engenharia ou à física, âmbito talvez “mais divertido”. Um mestrado em laser e eletro-óptica convenceu-a a buscar a física em 1976: “É tão legal, isto é o que eu quero estudar”, disse ela mesma. Menos de dez anos mais tarde, suas invenções revolucionárias.

0 Flares 0 Flares ×
Prêmio Nobel de Física Donna Strickland, nova membro da Academia das Ciências

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*