0 Flares 0 Flares ×

Linha “Obrigado, Heróis” reconhece o trabalho de mulheres que atuaram na linha de frente do combate à pandemia, incluindo biomédica brasileira

Heroic women who helped fight the Covid-19 pandemic are being immortalised as Barbie dolls. The one-of-a-kind figures celebrate six women from across the globe who made major contributions to efforts to fight coronavirus, including scientists and healthcare workers. Among the six is Amy O???Sullivan, an emergency room nurse who treated the first Covid-19 patient in Brooklyn, who caught the virus and required intubation, only to return to work a few weeks later. As is Dr. Audrey Sue Cruz, a frontline worker from Las Vegas who joined forces with other Asian-American physicians to fight racial bias and discrimination. From Canada is Dr. Chika Stacy Oriuwa, psychiatry resident at the University of Toronto, Canada, who has advocated against systemic racism in healthcare, which has been further highlighted by the pandemic. Scientists have also been celebrated, with British professor of vaccinology Sarah Gilbert, who led the development of the University of Oxford???s vaccine, also receiving a doll. As does Dr. Jaqueline Goes de Jesus, a biomedical researcher from Brazil who is credited for leading the sequencing of the genome of a Covid-19 variant. Finally, there is Dr. Kirby White, a General Practitioner from Australia who helped develop a PPE gown that could be laundered and re-used. Mattel have also announced that they will donate $5 for each eligible Barbie doctor, nurse and paramedic doll sold at Target to America???s First Responders Children???s Foundation (FRCF), which helps the kids of first responders. ??sBarbie recognises that all frontline workers have made tremendous sacrifices when confronting the pandemic and the challenges it heightened,??? said Lisa McKnight, Senior Vice President and Global Head of Barbie & Dolls, Mattel. ??sTo shine a light on their efforts, we are sharing their stories and leveraging Barbie???s platform to inspire the next generation to take after these heroes and give back. Our hope is to nurture and ignite the imaginations of chil

Há mais de 60 anos ela é a boneca mais popular do mundo. Uma criação da empresa de brinquedos californiana Mattel, já foi fabricada em mais de 200 versões, entre astronauta, havaiana, princesa, noiva, cirurgiã, David Bowie, Estátua da Liberdade e até presidente dos Estados Unidos. Agora a famosa Barbie se converte em cientistas de diversos países que ajudaram a  combater a Covid-19. 

Biomédica brasileira

Entre elas está a biomédica brasileira Jaqueline Goes de Jesus, pós-doutoranda pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, que ajudou a identificar o genoma da variante brasileira do coronavírus em apenas 48 horas, enquanto a média mundial para realizar tal feito é de duas semanas. A Barbie inspirada em Jaqueline é rica em detalhes e veste um jaleco. “Tornar-me um modelo para novas gerações é provar que, por meio das oportunidades, o talento e a inteligência podem alcançar e gerar frutos positivos para uma nação”, escreveu a pesquisadora baiana em um post em suas redes sociais.

Obrigado, Heróis

A série com os profissionais que atuaram na linha de frente do combate à Covid-19 leva o oportuno nome “Obrigado, Heróis” e homenageia ainda outras cinco profissionais. Como a infectologista britânica Sarah Gilbert, da Universidade de Oxford, responsável pelo desenvolvimento da vacina AstraZeneca, uma das mais eficientes e usadas em todo o mundo, inclusive no Brasil – ela já tinha recebido o título de dama pela coroa britânica e, em junho, foi aplaudida de pé no torneio de tênis de Wimbledon. Além das profissionais norte-americanas Amy O’Sullivan, que tratou o primeiro paciente com Covid em Nova York, e da médica Audrey Sue Cruz, que combateu o vírus em Las Vegas.

Senso comunitário

A nova linha de Barbies da Mattel homenageia não apenas profissionais da saúde que atuaram na luta contra o vírus, como também outros que prestam os seus serviços à comunidade a partir de frentes diferentes. A psiquiatra canadense Chika Stacy Oriuwa trabalhou pela inclusão de estudantes negros nas faculdades de medicina do país. E a pesquisadora australiana Kirby White, que desenvolveu uma bata médica de alta tecnologia que pode ser lavada e reutilizada, o que deu mais segurança ao número crescente de profissionais que atuaram na linha de frente. Mais do que um brinquedo, a linha de Barbies Obrigado, Heróis presta um serviço à sociedade como um todo ao valorizar e imortalizar aqueles que vêm fazendo a diferença para o bem comum. 

Via Aleteia

0 Flares 0 Flares ×
Profissionais da saúde são homenageadas com boneca Barbie

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*