0 Flares 0 Flares ×

O sacerdote pediu que o período fosse utilizado como uma oportunidade de amar, de servir e de cuidar do próximo.

Diante período de isolamento social por qual passa o Ceará, o arcebispo de Fortaleza, Dom José Antônio Aparecido Tosi Marques, deixou aos fiéis uma mesagem sobre como vivenciar essetempo de quarentena, decretada e prolongada em função do novo coronavírus. O sacerdote pediu que o período fosse utilizado como uma oportunidade de amar, de servir e de cuidar do próximo. As palavras foram gravadas após a missa do 5º domingo da Quaresma, para ser transmitida aos fiéis a partir desta segunda-feira (30).

“Que nosso pensamento seja de paz e não de aflição. Que nossas ações sejam de construção, não de desespero. Tenhamos a certeza de que o bem e o bom são sempre maiores, que o coração humano é sempre maior do que as suas dificuldades”, pontuou. O Ceará já passou dos 10 dias da quarentena decretada pelo Governo do Estado, e contabiliza cinco mortes e 359 casos confirmados do novo coronavírus.

Ele convida a comunidade a aprovitar esse temnpo para resolver situações antes sem respostas. “Quantas coisas a gente pode colocar no lugar de uma vida onde nós vamos, quem sabe, colocando uma pedra em cima, sem, no entanto, resolver a situação. É hora de resolver, é hora de estar bem, porque conosco todos estarão bem, aqui e além. Deus nosso Senhor nos abençoe e vamos viver juntos com toda força e esperança esta hora que é hora de graça”, finalizou.

Na manhã deste último domingo (29), a Santa Missa da Quaresma foi presidida pelo arcebispo de Fortaleza, Dom José Antônio Aparecido Tosi Marques a portas fechadas. A celebração, na Capela da Residência Arquiepiscopal, não teve participação dos fiéis por conta das medidas de prevenção ao coronavírus, precisando ser transmitida ao vivo pela TV Ceará e pelo Facebook da Arquidiocese de Fortaleza.

Após determinação de fechamento de estabelecimentos, dada pelo governador Camilo Santana no dia 19 de março e prorrogada até 5 de abril, feiras, bares, restaurantes, cinemas e até templos e igrejas tiveram que parar funcionamento. Apenas serviços essenciais puderam continuar abertos, como farmácias, hospitais, clínicas veterinárias e supermercados. Com isso, as missas presenciais passaram a ser realizadas virtualmente, através das transmissões ao vivo.

No cenário da pandemia, Dom José compartilhou a importância dos cristãos de cultivar fé em Deus. “A vida é aquilo que tem valor, a que não acaba. Mesmo quando a vida material passa pela sua morte, a vida continua com Deus. A pessoa continua para a esperança da Ressurreição”. Ao fim da mensagem, o arcebispo pediu a benção de Deus, convidando que fiéis vivessem com esperança durante o tempo da quarentena. “É hora de estar bem, porque conosco todos estarão bem, aqui e além”, finaliza.

Diário do Nordeste

0 Flares 0 Flares ×
“Que nosso pensamento seja de paz e não de aflição”, pede o arcebispo em mensagem de quarentena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*