0 Flares 0 Flares ×

Ela ofereceu sua juventude, seu casamento e sua influência como princesa a Deus

Art Renewal Center
Edmund Blair Leighton, La charité de sainte Elisabeth de Hongrie. Sainte Elisabeth de Hongrie (1207 – 1231) est une sainte hongroise mariée au landgrave Louis de Thuringe. Elle prit l’habit du Tiers-Ordre à la mort de celui-ci en Croisades, dédiant sa vie au service des pauvres, et fut notamment surprise en lévitation alors qu’elle se prosternait devant une statue de la Vierge.

Santa Isabel da Hungria foi uma jovem que se tornou santa pela forma como levou a sua vida e sua vocação. Ela só viveu até aos 24 anos. Isso, portanto, não é muito tempo. Mas vamos ver o que ela fez e como sua vida pode se relacionar com a de outros jovens, apesar dos muitos séculos que se passaram desde sua morte.

1. Santa Isabel era influenciadora

Não, naquela época não existia Instagram, mas ela tinha uma posição de poder – ela era casada com um rei. Portanto, as pessoas a notavam e observavam tudo o que ela fazia. E o que ela escolheu fazer com seu poder e suas conexões foi servir aos pobres e enfermos. De fato oferecia-lhes comida e os servia em suas casas e hospitais. Talvez você seja um influenciador nas redes sociais ou em seu próprio círculo de amigos e familiares. De qualquer forma, as pessoas estão olhando como você leva a sua vida. Então, cuidado! Deus tem um lugar especial na sua jornada?

2. Jovem e apaixonada

Santa Isabel da Hungria se casou aos 14 anos e viveu apenas até os 24 anos. Mesmo tendo um casamento arranjado, ela era muito apaixonada pelo marido e ficou arrasada com a morte dele apenas seis anos após o casamento. Alguns dias antes, ela tinha dado à luz o seu filho mais novo. O relacionamento dela com o marido, de fato, fortaleceu os dois e aproximou cada um de Cristo. Seu marido, Louis, não foi canonizado, mas muitos o consideram santo também.

3. Quase ninguém a entendia

A corte não gostava do fato de Isabel ser religiosa. Eles também não gostavam que ela fosse para as casas dos pobres e doentes do seu reino para levar comida e remédio. De certa forma, isso não era visto como uma maneira segura ou adequada de viver como nobre. Seu relacionamento com os sogros, portanto, era tenso, pois ela costumava protestar quando a comida servida pelo palácio era tirada de pessoas que dela precisavam.

Ela ofereceu sua juventude, seu casamento e sua influência a Deus. Como consequência, melhorou a qualidade de vida dos pobres e doentes de sua região.

Seguir o exemplo agora

Se você se sente chamado(a) para servir e está na adolescência ou na casa dos vinte anos, não tenha medo. Você não tem que esperar até ficar mais velho(a) e ter mais experiência. Como você pode servir em sua vida agora?

Siga, então, o exemplo de Santa Isabel da Hungria, ajudando as pessoas que estão em sua vida hoje. Ela começou com seu marido, filhos e amigos íntimos, e depois dedicou-se aos pobres e doentes em seu reino.

Não importa o quão preso(a) você se sinta na vida ou na sua rotina, os pequenos esforços que você faz pelos outros são o que importa no final. Veja quem está em sua vida. Comece com pessoas que você conhece e ama. Em seguida, mude para pessoas que você apenas conhece. Depois, mude para pessoas em sua cidade que você não conhece. Estamos falando de pequenas coisas. Um telefonema, uma palavra amável, por exemplo.

E, finalmente, há um ministério que você pensou em ingressar ou um grupo de pessoas que você se sente chamado(a) a ajudar? Que dons e talentos você possui que poderia usar para ajudar outras pessoas? E se você não consegue pensar em nenhum dom que você tem, isso não é uma boa desculpa para não se envolver com algo. Você não pode saber como vai ser até tentar.

Santa Isabel da Hungria, rogai por nós!

Via Aleteia

Please follow and like us:
0 Flares 0 Flares ×
Santa Isabel da Hungria: um exemplo para os jovens de hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*