0 Flares 0 Flares ×

São José tem sete novas invocações oficiais em sua ladainha. No dia de São José Operário, a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos da Santa Sé enviou uma “Carta aos Presidentes das Conferências Episcopais sobre novas invocações na Ladainha em honra de São José”, acrescentando 7 novas invocações e permitindo ainda que as conferências incluam invocações de acordo à devoção local.

A Congregação extraiu as novas invocações das intervenções de três Papas que refletiram sobre aspectos da figura do Patrono da IgrejaUniversal: São Paulo VI, São João Paulo II e Francisco.

Guardião do Redentor(Redemptoris Custos em latim) foi extraída da exortação apostólica Redemptoris custos de São João Paulo II. Servo de Cristo (Serve Christi) foi usada por São Paulo VI em homilia na Festa de São José em 1966, e citada tanto por São João Paulo II como pelo papa Francisco na Carta apostólica Patris Corde. Ministro da Salvação (Minister Salutis) de São João Crisóstomo, também foi usada por São João Paulo II na Exortação Apostólica Redemptoris custos. Amparo nas dificuldades (Fulcimen in difficultatibus) e Patrono dos exilados, dos aflitos e dos pobres (Patrone exsulum, afflictorum, pauperum) vêm da carta Patris Corde.

O documento, assinado pelo Secretário do Dicastério da Santa Sé, arcebispo Arthur Roche e pelo Subsecretário padre Corrado Maggioni, atualiza a ladainha aprovada por São Pio X, em 1909, 150º aniversário da proclamação de São José como Patrono da Igreja Universal.

O objetivo, explica o dicastério, é “aumentar o amor por este grande Santo, para nos sentirmos impelidos a implorar a sua intercessão e para imitarmos as suas virtudes e o seu desvelo”.

O papa aprovou a integração das novas invocações nas Ladainha de São José. “Será tarefa das Conferências dos Bispos“, diz a carta, “providenciar a tradução da ladainha para os idiomas de sua competência e publicá-los”. As traduções não precisarão de confirmação da Sé Apostólica.

A Congregação finalmente autoriza as Conferências Episcopais a introduzir, “segundo seu prudente juízo”, “no lugar apropriado e preservando o gênero literário, outras invocações com as quais São José seja particularmente homenageado em seus países”.

São José no magistério pontifício

Os papas do último século e meio demonstraram uma devoção particular ao pai adotivo de Jesus.

Leão XIII foi o primeiro a dedicar ao santo uma encíclica inteira, chamada Quamquam Pluries sobre a devoção a São José. Nela, o Pontífice escreve também uma oração ao santo e concede indulgência parcial a quem a recite.

Pio IX proclamou São José Patrono da Igreja Universal e seu sucessor, São Pio X, aprovou a ladainha que acaba de ser expandida. Pio X também convidou os católicos a recordar São José nas suas orações durante as quartas-feiras do mês de março.

Bento XV dedicou a São José, o santo patrono da Igreja Católica, o motu proprio Bonum Sane, para comemorar o 50º aniversário da proclamação de Sâo José como Patrono da Igreja, e Pio XI declarou que a missão do pai adotivo de Jesus estava acima de todas as outras missões, incluindo as de São João Batista e São Pedro.

Pio XII instituiu a festa de São José Operário em 1º de maio, e São João XXIII o nomeou padroeiro do Concílio Vaticano II.

João Paulo II, por sua parte, dedicou a São José a exortação apostólica Redemptoris Custos (“O Custódio do Redentor”) e, mais recentemente, o Papa Francisco escreveuCarta Apostólica Patris Corde (“Com coração de pai”), com a qual inaugurou um ano dedicado ao santo Patrono da Igreja.

0 Flares 0 Flares ×
Santa Sé aprova novas invocações para ladainha de São José

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*