0 Flares 0 Flares ×

Organismo evoca magistério de humildade e proximidade de uma figura marcante na história da Igreja Católica

Cidade do Vaticano, 28 abr 2020 (Ecclesia) – O Vaticano anunciou hoje a criação de uma fundação dedicada a João Paulo I, Papa durante 33 dias em 1978, por decisão de Francisco.

O novo organismo, presidido pelo cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano, quer destacar a “atualidade” do magistério de Albino Luciani, sucessor de São Paulo VI.

“Proximidade, humildade, simplicidade, insistência na misericórdia de Deus, amor ao próximo e solidariedade são as suas características salientes”, refere uma nota divulgada pelo Vaticano.

João Paulo I foi Papa entre 26 de agosto e 28 de setembro de 1978.

A Fundação visa proteger e preservar o patrimônio cultural e religioso deixado por Albino Luciani, “um ponto de referência na história da Igreja universal, cuja importância é inversamente proporcional à duração do seu brevíssimo pontificado”.

O cardeal Parolin refere que João Paulo I foi “um pastor próximo do povo, centrado no essencial da fé e com uma extraordinária sensibilidade social”.

“Foi um bispo que viveu a experiência do Concílio Ecumênico Vaticano II e aplicou-o; no seu breve pontificado fez progredir a Igreja ao longo dos principais caminhos por ele indicados: o regresso às fontes do Evangelho e um renovado espírito missionário, a colegialidade episcopal, o serviço na pobreza eclesial, a busca da unidade dos cristãos, o diálogo inter-religioso, o diálogo com a contemporaneidade e o diálogo internacional, conduzido com perseverança e determinação, em favor da justiça e da paz”, refere o presidente do novo organismo.

Em novembro de 2017, Francisco aprovou a publicação do decreto que reconheceu as “virtudes heroicas” de João Paulo I.

Albino Luciani nasceu em Canale d’Agordo, Diocese de Belluno, no Véneto, a 17 de outubro de 1912; era patriarca de Veneza quando foi eleito Papa a 26 de agosto de 1978, assumindo o nome de João Paulo I; ficou conhecido como o “Papa do Sorriso”.

Foi o primeiro pontífice, desde Clemente V, a recusar uma coroação formal e não quis ser carregado na cadeira gestatória.

OC

0 Flares 0 Flares ×
Vaticano: Papa institui Fundação João Paulo I

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*