0 Flares 0 Flares ×

Papa pede que «ninguém seja excluído» na luta contra a pandemia

Cidade do Vaticano, 26 mar 2021 (Ecclesia) – O Vaticano vai oferecer vacinas contra a Covid-19 a cerca de 1200 pessoas, “entre as mais frágeis e vulneráveis” de Roma, durante a próxima Semana Santa.

A informação foi avançada hoje pela Esmolaria Apostólica (Santa Sé), os serviços de caridade do Papa, em comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

A iniciativa visa proteger pessoas que estão “mais expostas ao coronavírus”, procurando “concretizar os vários apelos do Papa Francisco, para que ninguém seja excluído da campanha de vacinação anti Covid-19”.

As doses da vacina da Pfizer, adquiridas pela Santa Sé, foram oferecidas pelo Hospital Lazzaro Spallanzani, através da Comissão Covid-19 do Vaticano.

A vacinação vai decorrer no auditório Paulo VI, à imagem do que aconteceu em janeiro, por profissionais de saúde que já prestaram assistência a mais de 1200 pessoas marginalizadas, de 96 países, com testes e tratamentos.

O Vaticano pede a ajuda dos católicos de todo o mundo, “para partilhar o milagre da caridade com os irmãos mais vulneráveis”, promovendo uma campanha de donativos para a conta de caridade do Papa Francisco, em www.elemosineria.va.

Em janeiro, quando começou a campanha de vacinação no Vaticano, 25 pessoas sem-abrigo foram vacinadas e recebidas por instituições de caridade locais.

OC

0 Flares 0 Flares ×
Vaticano vai oferecer vacinas a 1200 pessoas pobres, durante a Semana Santa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*